Planos

Eu tenho vontade de fazer várias coisas na vida ainda. Algumas sei que são mais viáveis, outras nem tanto. Mas, às vezes, eu penso em fazer mil coisas e, na hora de realizar, não parece tão legal. Por exemplo, eu quero pegar a faixa preta de judô. Mas sei que isso vai me exigir um esforço grande, horas de dedicação, treinos, etc. Ai eu penso que talvez não seja a prioridade do momento, acabo pensando “ah, ok, um dia eu faço isso” e passam vários anos.

A mesma coisa acontece quando penso em participar de provas de corrida, maratonas aquáticas, fazer uma pós graduação, participar de um congresso ou um curso. Ai vamos dizer que eu consegui vencer a inércia e estou lá, realizando esta coisa. Então eu percebo que a ideia de realizar aquela atividade é muito mais legal do que a realização dela em si. Por quê? Por que me tirou da zona de conforto. Pensar e idealizar é fácil, mas só “estando nesta carcaça para saber” que a realização não é fácil. Custa suor, dedicação, força, às vezes lágrimas e sangue.

E isso vale para qualquer coisa. Até posso achar que vai dar algum trabalho, mas só executando a tarefa em si para ter noção de como é. Às vezes, é mais fácil do que parece. Às vezes vai custar-me mais do que o previsto. Porém, posso dizer que, no final, o resultado é demais. Cada esforço vale a pena. E sempre teremos, além da realização de objetivo ou sonho cumprido, as histórias e lembranças para contar. E quem sabe esta coragem de vencer a inércia nos fortaleça, fazendo com que fique cada dia mais fácil correr atrás de nossos sonhos e planos.

This entry was posted in Posts.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *