Refúgios

Queria um lugar bem aconchegante. Daqueles para ficar isolada, distraída, sem me preocupar com o tempo, com o amanhã.  Um pouco de silêncio, um dia meio quente, meio frio. Um ventinho morno. Não precisa de muita coisa, não faço grandes exigências. Um bloquinho de anotações, uma rede e um bom livro já resolveriam o problema.

Um dia leve, colorido, com um gramado e uma sombrinha do pé de carambola. Algo para arejar os pensamentos e as angústias, transformando tudo em esperança.  Afinal, depois do vendaval, preciso de um tempo para colocar os pensamentos em ordem, estabelecer planos e comprar uma bússola.