A brisa

Sento-me em um banco embaixo da árvore. Apesar do fim da tarde, ainda faz calor. Sento-me, olho ao redor. O mar está calmo, e o sol brilha na superfície. É uma típica tarde de verão e, apesar do silêncio, passa um turbilhão por minha mente. Respiro fundo, tentando relaxar, e sinto a brisa quente enchendo meus pulmões e balançando meu cabelo.

Fecho os olhos por um instante, tentando fazer com que os pensamentos passem mais devagar. Misturam-se lembranças boas, lembranças ruins, pensamentos aleatórios, planos, projetos, vontades e sonhos. E eu, assim como um náufrago, que escreve mensagens e as coloca em uma garrafa, mentalizo meus pensamentos e os entrego ao vento, com esperança de que ele os leve para bem longe, e faça alcançar seus destinatários.

Carta para o Papai Noel

Querido Papai Noel:

O ano não iniciou dos melhores, mas termina de uma forma excelente. Consegui superar as minhas dificuldades, resolver problemas e dar a volta por cima. Sei que não foi fácil, Papai Noel, mas eu sobrevivi. Por isso, como eu fui uma princesa legal neste ano, gostaria de pedir algumas coisas para 2013.

Primeiro, queria pedir que a alegria que os ipês roxos produzem em mim durem o ano todo, não só o inverno. Queria pedir dias alegres, independentemente se chove ou se há sol lá fora. Queria pedir que eu possa vivenciar muitos amanheceres, pores do sol, muitas noites estreladas, e muitas luas. Queria pedir uma bússola, para saber para qual lado devo ir. Queria pedir bons ventos, para poder seguir para águas mais profundas. Queria uma estrela cadente reserva, para poder fazer um ‘pedido a qualquer hora’.

Queria pedir amoreiras fartas na Primavera. Queria pedir um ‘brand new’ All Star, para poder seguir por novos caminhos. Queria pedir coragem, para que eu consiga sair da minha zona de conforto e testar coisas novas.  E finalmente, Papai Noel, queria pedir que a minha tiara de princesa continue servindo por muito tempo, e que, nas horas difíceis,  ela me ajude a lembrar de quem eu sou e quem eu quero ser.

Espírito Natalino

A data não poderia ser mais especial. Ah, o Natal. O espírito natalino toma conta das pessoas, das ideias, dos projetos. Ai bate a vontade de fazer algo bom, ser uma pessoa melhor e fazer com que o ano que vem seja melhor do que este, afinal, junto com o Natal, vem o ano novo.

Caramba, 365 dias inteiros. 365 oportunidades de fazer o que é certo, de ser melhor, de realizar mais, de se divertir mais. Quem aí nunca fez lista de metas para o ano novo? Parece que os fogos de artifício acendem dentro de nós mesmos, e queimando, nos motivam a acordar, a levantar e seguir adiante.

Por isso, vou aproveitar o Natal para fazer um balanço de 2012. O que foi bom, o que nem tanto, o que vale manter e o que não vale. É época de faxina emocional. Relendo outro post, sobre os baús, percebi que está na hora de esvaziar o meu: inseguranças, tristezas e más lembranças merecem ser jogadas fora para abrir espaço para as coisas boas  que virão em 2013. Afinal, se ele estiver cheio de coisas ruins, não vai caber nada novo, certo?

 

Ruivices

Eu sempre achei pessoas ruivas muito legais. Sempre as considerei diferentes, estilosas, seguras e bem resolvidas. Talvez nem todas sejam assim mesmo, mas eu sempre quis ser ruiva por pensar que eles eram assim. E como a Princesa de All Star está de volta definitivamente, estou passando por uma fase em que estou bem resolvida, mais segura, mais alegre, mais leve, mais criativa. E para ter uma representação física do momento da minha alma, resolvi ficar ruiva.

Cada dia que passa estou mais ruiva, no sentido interior da palavra. Me sinto mais poderosa, pronta para mudar o mundo. E isso tem se refletido nas minhas atitudes. Estou colocando em prática os planos e tocando os projetos. Estou mais sociável e mais aberta, percebendo que qualquer programa pode ser divertido se estiver com a companhia certa.

Descobri que, na verdade, o importante não é se encaixar: é ser você mesmo. E quanto mais autêntico, melhor. Na verdade estou me aproximando daquilo que eu quero ser quando crescer. Não sei por quanto tempo ficarei ruiva externamente, mas espero que, internamente, o espírito dure para sempre.

*Uma pessoa muito criativa e muito especial me deu de presente de Natal uma versão nova para o Princesa de All Star. O momento pelo qual estou passando é de renovação, mudanças, novos desafios e por isso, pegando o espírito da coisa, ela quis dar uma mãozinha.  Agora, as aventuras da Princesa de All Star podem ser acompanhadas por aqui =)